Páginas

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Exercícios para o músculo da Vagina

web image

O Pompoarismo é uma técnica que surgiu na Índia e que mais tarde foi adaptada pelo médico Arnold Kegel, através de exercícios para prevenir e corrigir problemas de saúde feminina. A palavra é originária do tamil (pahm-pour), língua do Sri Lanka e sul da Índia e significa comando mental sobre o pubococígeo, os músculos circunvaginais e os grandes lábios da vulva.

A definição da palavra é algo como ‘chupar o pénis com a vagina’, remetendo para a imagem de sexo oral e da pressão que a boca pode exercer durante este ato. E esta é a base de ação do Pompoarismo, sendo essa a sensação proporcionada ao companheiro quando a mulher, ao movimentar o corpo, usa os músculos treinados da vagina para sugar e libertar o pénis sucessivamente.

O canal vaginal é composto de vários anéis e esta técnica permite controlar a força destes, que deverá treinar diariamente para fortalecer a musculatura e obter velocidade nos movimentos, que são, pelo menos, quatro: Contracção; Sucção; Expulsão e Torção. As contrações podem ser de todos os anéis juntos ou separadamente e em relação à força, esta irá permitir desde um carinho no pénis até uma pressão mais forte, como se estivesse a castigá-lo duramente. Com alguma prática, pode-se simular uma nova virgindade, sem necessidade de recorrer a cirurgia plástica.

A ginástica íntima traz diversos benefícios para a mulher, a começar pelo aumento do prazer sexual, tanto dela, quanto do parceiro. Os exercícios de contração e postura – junto com o uso de acessórios - fortalecem o canal vaginal, o que permite o aumento do prazer, a musculatura da vagina fica mais forte, o órgão fica mais sensível e os orgasmos mais intensos. A técnica, se praticada corretamente e por algum tempo, é uma aliada na prevenção de problemas com a musculatura da pélvis, incontinência urinária, flacidez da vagina, além de diminuir ou até mesmo eliminar a cólica menstrual, e ainda facilita a expulsão do bebê durante o parto normal.

Antes de dar início aos exercícios, é importante conhecer os músculos que irá treinar. Para isso, ao fazer xixi, interrompa o fluxo urinário, segure um pouco e solte. Faça isto somente para você aprender a identificar essa musculatura, o ideal é praticar estes movimentos diariamente, pela manhã e à noite, procure fazer pelo menos 3 séries de 15 repetições para cada um deles. É natural sentir dificuldade nas primeiras tentativas, mas não desanime, os resultados positivos aparecerão logo nas primeiras semanas. Depois disso, você já pode dar início aos exercícios:

1º Exercício

Sente-se em uma cadeira (evite as poltronas), com a coluna ligeiramente inclinada para frente, sem causar desconforto. Coloque as mãos nos joelhos e fique com os pés paralelos e ligeiramente separados. Inspire contraindo os músculos da vagina de forma elevatória, como se estivesse puxando algo (contração elevatória). Conte até três e relaxe. Repita esse exercício de três a cinco vezes. Nos dias seguintes, aumente a contagem gradativamente até chegar a dez. Variação: Contraia e relaxe os músculos rapidamente.

2º Exercício

Recoste-se na cama e deixe as pernas separadas e semi-flexionadas. Insira um dos dedos na vagina e tente apertá-lo o máximo que puder. Caso não sinta nenhuma pressão, insira dois dedos. Volte a se exercitar com um dedo quando a musculatura estiver mais treinada. Variação: Tente sugar o dedo com a vagina. Conte até três antes de relaxar.

3º Exercício

Em pé, com os braços ao longo do corpo, mantenha os pés paralelos e ligeiramente separados. Contraia as nádegas e tente uni-las ao máximo que puder. Conte até dez e relaxe. Repita três vezes. Ao contrair o músculo elevador do ânus (mea) conseguirá sentir a vagina contraída.

4º Exercício

Em pé, contraia e relaxe a musculatura da vagina, como se estivesse pulsando, repita 30 pulsações rápidas e relaxe.

Esses exercícios devem ser feitos diariamente, por no mínimo 30 minutos nos primeiros dois meses, depois, é possível alternar os dias, e em uma semana já é possível perceber maior sensibilidade.

8 comentários:

  1. morena,
    por que não tem uma tu
    Por aqui por recife eim?

    os versos deixariam de ser meus
    para serem teus...

    .

    ResponderExcluir
  2. Ai moreno... assim fico sem jeito... danço a roda da mesa... faço-te versos, meus e teus.

    Moreno... um suspiro meu.

    ResponderExcluir
  3. Ora, treinos desses não custam nada... :P

    ResponderExcluir
  4. Parabens pela escolha do tema do post, todo o homem adora o pompoarismo.
    Nota:
    Finalmente acaho que consigo comentar aqui no teu maravilhoso espaço. Parabens pelo Blogue, adoro ler-te.

    ResponderExcluir
  5. Lynce

    Fico feliz porque conseguiste. Bom te ver por aqui. Obrigada pelas palavras ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie querida!
    Excelente post, assunto e abordagem. Eu acho bem interessante essa técnica...
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  7. She,

    Obrigada. Penso que possa ser útil para aumentar o prazer.

    Beijo

    ResponderExcluir